A Estrada Velha de Santos

_MG_0226No último domingo visitei a Estrada Velha de Santos, oficialmente Rodovia Caminho do Mar, para conhecer um pouco de nossa história. Não foi uma caminhada tranquila, pois estava chovendo bastante e havia muita névoa. No final das contas entre voltar para casa para assistir Netflix e tomar quase 10 Km de chuva, optei pela rodovia.

_MG_0224A Estrada Velha de Santos não foi o primeiro caminho ligando o litoral paulista à São Paulo. A honra de ser essa importante ligação foi primeiro da Calçada do Lorena, um caminho estreito, íngreme e escorregadio, que só podia ser vencido por mula ou à pé. Os escravos levavam todo tipo de carga por esse caminho. Tivemos a oportunidade de percorrê-la no caminho na volta, em subida, e deu para sentir como a vida era dura. Muitos degraus e pedras, que não conseguiria transpor se tivesse que caminhar as dezenas de quilômetros que o caminho original tinha. Foi por essa calçada que Dom Pedro I veio para São Paulo quando proclamou a independência do Brasil.

_MG_0230Com a tecnologia Européia, a rodovia foi inaugurada em 1844, com trechos largos em pedra. Havia pistas o suficiente para carroças subirem e descerem ao mesmo tempo. Os primeiros carros também puderam usá-la e ao longo do tempo o Caminho do Mar sofreu reformas, ganhando um pavimento de concreto. Diferente da Calçada do Lorena, que era basicamente um caminho em direção vertical, a rodovia tentava acompanhar o relevo da Serra do Mar, sem cruzar de forma brusca as linhas de nível. Parece um pouco essas estradas que vemos em regiões montanhosas aqui da América do Sul, como na Bolívia ou Peru.

_MG_0257Durante o governo de Washington Luís a rodovia ganhou vários monumentos em homenagem à nossa independência que perduraram até hoje. São construções rústicas que serviam como pontos de apoio durante o trajeto. A estrada foi fechada em 1985, pois já não fazia sentido mantê-la quando havia as Rodovia Anchieta e dos Imigrantes. Com tecnologia para fazer grandes túneis, pontes e viadutos, o escoamento de carga e transporte de pessoas migrou naturalmente.

_MG_0268Sugiro não esperar um dia de Sol e tomar coragem para fazer esse passeio mesmo na chuva. Leve uma capa de chuva e roupas extras, porque o tempo na região da Serra do Mar é instável. Se tentar escolher um dia de tempo bom, aberto, sem nevoeiro e com vaga para entrar (precisa agendar) vai acabar nunca conhecendo o lugar.

One Reply to “A Estrada Velha de Santos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*