Indiana Dias e a Pedra do Baú

_MG_6422Esse foi mais um domingo de trilhas e dessa vez voltei à um lugar especial, São Bento do Sapucaí. Foi nessa cidade onde fiz minha primeira trilha, durante um curso de fotografia, uma imersão. Também foi o começo de uma mudança radical de estilo de vida, quando o Piter workaholic e ermitão deu lugar a um que sabe curtir a vida e começou a ir atrás do que gosta. Novos amigos e experiências me tornaram uma pessoa feliz e completa.

_MG_6398Quando fui à São Bento do Sapucaí, no curso de fotografia, não pensei em fazer a Pedra do Baú. Nem me passava pela cabeça fazer ecoturismo. Dessa vez fui apenas para subi-la e foi uma experiência fascinante. Seguimos pela Via Ferrata, um caminho com degraus de vergalhões de aço incrustados na pedra. São centenas de degraus que precisamos subir até chegar ao topo. É seguro, com cadeirinha, corda e mosquetão, ainda que assuste bastante. O percurso inteiro é bem bonito, partindo do Restaurante do Baú, com um jardim super bem cuidado.

_MG_6438Na trilha para a Pedra e na volta, encontramos com uma dupla de touros lutando por uma vaca. Era uma briga de verdade, com chifradas e demostração de vigor e coragem. Na volta, já em uma trilha noturna, um dos touros chegou a levantar o outro e empurrá-lo por vários metros. Nesse momento aproveitamos para passar, porque eles estavam bem em nosso caminho e estávamos com medo de chegar perto deles.

_MG_6431Como começamos a trilha tarde e tivemos que esperar muitos grupos descerem (o caminho é estreito) tivemos a oportunidade de caminhar na lua quase cheia por bastante tempo. Não foi difícil porque a lua iluminava bastante e a vegetação não é muito fechada. Vimos uma belo pôr do Sol e uma lua incrível ao lado da Pedra do Baú. Pretendo voltar à cidade mais vezes, pois ainda há o Bauzinho, Ana Chata, cachoeiras e até um pedaço do Baú que não explorei pelo cansaço (muito quente). Ainda não tive coragem de subir com a câmera no cinto e por isso o melhor não foi fotografado, mas até que gostei do resultado.

 

 

One Reply to “Indiana Dias e a Pedra do Baú”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*